Editora Tradicional vs. Editora por Demanda: como encontrar um contrato justo

Posts

Uma coisa é certa: nove entre dez autores querem publicar seu livro por uma editora tradicional. O autor quer ser pago para escrever e publicar, ao invés de pagar para publicar. E, tendo isso em vista, as editoras recebem diariamente milhares de e-mails sobre “obras inovadoras e inteligentes e que provavelmente serão um sucesso”. Infelizmente, as editoras tradicionais não são casas de caridade e não podem publicar tudo o que aparece para elas. Os editores-chefes sempre estarão buscando livros de qualidade comercial, que possam vender bastante para cobrir os gastos com a publicação e que estão “na onda literária”. Porém, nem todos os autores escrevem obras “vendíveis” ou comerciais e muito menos o que está na onda, ou geralmente os livros tem uma baixíssima qualidade, o que faz com que as editoras tradicionais descartem completamente logo de cara uma série de originais, às vezes até mesmo sem parar para analisá-los.

A pouca (se não quase inexistente) valorização do autor brasileiro pelas editoras tradicionais abriu espaço para que as editoras por demanda pudessem criar seu espaço fixo no mercado, abrindo portas para novos autores cheios de sonhos e expectativas a respeito do seu livro a ser publicado. Mas é claro que as editoras por demanda, geralmente, têm um porém: ou elas cobram pelos serviços, ou elas pedem para você comprar parte da tiragem ou elas publicam apenas online.

A ideia de pagar para publicar ainda não é exatamente bem vista pelos autores de hoje. Os leitores e outros autores acreditam que, se o autor Fulano pagou para publicar o livro dele, é porque a qualidade do livro é tão ruim, mas tão ruim, que ele teve que contratar alguma editora para editar e publicar o livro dele, porque nenhuma editora quis pagar ele para publicar o seu livro. A história não é bem assim. Há livros ruins? Existem! E alguns até as próprias editoras tradicionais publicam. Mas ainda assim, existem livros excepcionalmente bons que, ou estão publicados de maneira independente, ou estão soterrados em uma pilha de novos originais que provavelmente serão descartados.

Leia mais »

Anúncios