Como organizar suas histórias – Parte 1: Criando seu mundo e seus personagens

Post 1

Ao longo do tempo que passei — virtualmente — com vários escritores, eu percebi que, além de poucos serem escritores já realmente publicados, todos tinham uma coisa em comum: a falta de organização com seus projetos. Não apenas em uma coisa em relação a ele, mas várias. Tanto na organização quanto na dificuldade em certos detalhes que são cruciais para a construção de um livro. E, principalmente, com o foco, de estar focado unicamente em uma história quando se têm várias esperando sua vez para serem escritas que tentam constantemente reivindicar seu espaço na cabeça do autor e sua atenção.

Inicialmente, eu confesso que estranhei isso. Eu pensei que todos eram como eu, que marcavam em um resumo até cada vírgula do texto, faziam um planejamento completo e tudo mais. E que ainda ocultava todas as pastas sobre as outras histórias para eu não abri-las e ficar pensando nelas por muito tempo até que eu me convertesse para tentar escrevê-las (só o comecinho…). Eu sou assim, e isso torna minha vida como escritora muito fácil. Não sei se é porque eu tenho essa característica de organização extrema, que provém do meu signo de virgem. Acredito que o motivo seja este.

Muita gente — amigos envolvidos com a literatura, na maioria das vezes — me perguntou como eu conseguia “terminar um livro”, porque muitos dos meus colegas não terminaram seus livros, justamente por não conseguirem se focar unicamente naquele projeto. E eu sempre dava a minha resposta, o que eu fazia, como fazia. No final, eu acredito, tudo o que envolve é como você planeja a sua história, o foco e, claro, o que não pode faltar: a sua dedicação. Escrever um livro sem se dedicar bastante, abrindo mão de finais de semana, chopada da faculdade e outras coisas assim… Você acabará por nunca terminar um livro tão cedo, ou pelo menos na velocidade que você quer. E, naturalmente, pode acabar perdendo a inspiração e/ou a empolgação para continuar escrevendo.

Leia mais »

Anúncios