Como organizar suas histórias – Parte 3: Mais algumas dicas interessantes

Post 3

Na primeira e segunda parte, falei sobre o planejamento e o foco da sua história que você deve fazer e ter antes de começar a escrever. Se já começou a escrever, ótimo! Se não, e ainda prefere uma dica melhor que o planejamento, eu trouxe outra opção para você hoje. E para você que tem um problema com nome de personagens, trago no final do post, uma planilha que vai te ajudar bastante! Vamos lá?

Resumo do Capítulo

Se você não tiver paciência para fazer um planejamento e prefere ir escrevendo tudo o que vier na cabeça, então ao menos crie paciência para fazer um resumo do seu capítulo que acabou de escrever.

Mas por que, Pandora?

Simples, gafanhoto. Justamente por você não trabalhar com um planejamento da sua história, isso tende a dar um B.O bonito em alguma parte. Em determinado momento, você acabará ficando na dúvida se já adicionou algo a mais ou algo importante que precisava adicionar na sua história, ou tentar relembrar algum ponto importante, mas que não ficou tão destacado como alguns acontecimentos sérios da história e acaba que você vai precisar reler tudo o que escreveu até aquele momento. E haja paciência! Ler algo que a gente escreveu enquanto estamos com a larica criativa apenas para achar um mínimo detalhe é chato, principalmente quando queremos escrever e temos que parar tudo, cortar o fio da inspiração, para procurar aquele detalhe que você deveria ter anotado.

Leia mais »

Como organizar suas histórias – Parte 2: Planejando a sua história e cuidando com o foco

Post 2

Na primeira parte, eu falei sobre questionários importantes para a sua história e a importância de adicionar muitos detalhes para seu mundo e seus personagens. Agora, na segunda parte, eu falarei sobre o planejamento da sua história e do foco. Vamos lá?

Planejando a sua história

Com o seu mundo, seus personagens criados e todos os detalhes inseridos em fichas e questionários, você pensa que é a hora perfeita para escrever. Mas, sinto lhe dizer que não. Não vá escrevendo logo de cara. É importante que você faça um planejamento completo da sua história.

Um planejamento, eu digo, é uma ordem de acontecimentos da sua história resumidos, sendo separados por capítulos, tópicos, partes, como você preferir. Você pode fazer resumos do capítulo antes de escrevê-lo, para saber que rumo ele deverá tomar enquanto você escreve o capítulo. É muito importante que você faça isso, pois caso um bloqueio criativo venha dar o ar de graça para você no meio da escrita, você já terá uma ideia do que precisará escrever.

Leia mais »

Como organizar suas histórias – Parte 1: Criando seu mundo e seus personagens

Post 1

Ao longo do tempo que passei — virtualmente — com vários escritores, eu percebi que, além de poucos serem escritores já realmente publicados, todos tinham uma coisa em comum: a falta de organização com seus projetos. Não apenas em uma coisa em relação a ele, mas várias. Tanto na organização quanto na dificuldade em certos detalhes que são cruciais para a construção de um livro. E, principalmente, com o foco, de estar focado unicamente em uma história quando se têm várias esperando sua vez para serem escritas que tentam constantemente reivindicar seu espaço na cabeça do autor e sua atenção.

Inicialmente, eu confesso que estranhei isso. Eu pensei que todos eram como eu, que marcavam em um resumo até cada vírgula do texto, faziam um planejamento completo e tudo mais. E que ainda ocultava todas as pastas sobre as outras histórias para eu não abri-las e ficar pensando nelas por muito tempo até que eu me convertesse para tentar escrevê-las (só o comecinho…). Eu sou assim, e isso torna minha vida como escritora muito fácil. Não sei se é porque eu tenho essa característica de organização extrema, que provém do meu signo de virgem. Acredito que o motivo seja este.

Muita gente — amigos envolvidos com a literatura, na maioria das vezes — me perguntou como eu conseguia “terminar um livro”, porque muitos dos meus colegas não terminaram seus livros, justamente por não conseguirem se focar unicamente naquele projeto. E eu sempre dava a minha resposta, o que eu fazia, como fazia. No final, eu acredito, tudo o que envolve é como você planeja a sua história, o foco e, claro, o que não pode faltar: a sua dedicação. Escrever um livro sem se dedicar bastante, abrindo mão de finais de semana, chopada da faculdade e outras coisas assim… Você acabará por nunca terminar um livro tão cedo, ou pelo menos na velocidade que você quer. E, naturalmente, pode acabar perdendo a inspiração e/ou a empolgação para continuar escrevendo.

Leia mais »