Resenha: Firelight, de Sophie Jordan

Posts

Sou uma pessoa que adora uma boa promoção de livros. Eu tento me controlar, principalmente quando estou perto de ficar no negativo, mas às vezes sou capaz de pedir um dinheirinho emprestado para os amigos falando que é “para alimentar as lombrigas”. Só que, no meu caso, as lombrigas são literárias.

Comprei Firelight, de Sophie Jordan, a R$10,00 em uma livraria (isso mesmo: uma livraria, não um sebo). Eu lembro que passei um bom tempo interessada nesse livro e até procurando ele em outras livrarias locais, mas nunca encontrava; lembro também que tinha gostado da premissa que envolve dragões e tudo mais, diferente de tudo o que estava na moda na época… E acredito que tenha sido por isso que ele não fez o sucesso esperado.

Sinopse

A jovem Jacinda é especial. Além de pertencer a uma espécie descendente de dragões cuja maior habilidade é poder alternar entre a forma humana e a animal – os draki -, ela é uma das únicas de seu clã que consegue cuspir fogo. Quando uma atitude rebelde ameaça a existência dos outros membros de sua comunidade, ela e sua família têm que fugir e viver disfarçadas entre os humanos.
Na nova escola, Jacinda precisará esconder seu segredo de todos e aprender a controlar seu espírito draki, que teima em se manifestar logo na presença do belo e charmoso Will, um caçador de dragões. Os dois se apaixonam e irão fazer de tudo para que os muitos segredos e diferenças que os separam não os impeçam de viver esse amor.

Leia mais »

Anúncios