Autor-editor: você provavelmente não é um

PSD posts dicas

Nunca foi tão fácil publicar um livro como é hoje. Hoje, você simplesmente senta a sua bunda na cadeira em frente ao computador, abre um site de publicação online e gratuita e livros, clica em alguns botões e voilá, você foi publicado. Se vai ter sucesso ou não, você já não sabe dizer, mas sua obra já está disponível para ser comercializada na internet e lida por quem quiser, como todo e qualquer outro livro digital.

A autopublicação tem sido o principal método de publicação dos autores nacionais que desistem de correr atrás de editoras que demoram meses para dar um retorno, isso quando dão um; autores que querem ver sua obra amanhã nas livrarias recorrem à sites de autopublicação, buscam gráficas para que seu livro possa ser impresso… Mas poucos se preocupam com o ponto crucial da publicação de um livro: a edição dele.

Leia mais »

Anúncios

Contratando um serviço editorial longe de arrependimentos

PSD posts dicas

Para quem está dentro do mundo editorial e publicando de maneira independente, é natural que em algum momento do processo escrever-editar-publicar você acabará esbarrando na necessidade e contratar um profissional para realizar tal trabalho para o seu livro; seja capa, diagramação, revisão ou até mesmo assessoria de marketing, em algum momento você precisará de alguma dessas pessoas. Ao menos, é claro, que você tenha um profundo conhecimento em todas as áreas do setor editorial (que é o que a maioria acaba procurando).

Contratar um serviço editorial, quando se acaba precisando dele, pode ser uma experiência ou maravilhosamente boa ou extremamente ruim. Mas não é porque os freelancers ou as editoras que fazem os serviços não prestam e são mercenárias, cobrando tão caro e entregando um trabalho porco. Na verdade, é você quem não soube procurar por um bom profissional que atenda aos prazos, dê sugestões sinceras e que podem ser muito necessárias para o seu livro e que cobrem um preço razoavelmente justo.

Um serviço editorial é caro. Às vezes custa mais que um salário mínimo, e às vezes esse valor pode ficar mais tranquilo de se pagar se o profissional puder parcelar para você, seja no sistema do depósito ou usando sites que fazem a intermediação de pagamentos como BCash e Pagseguro. Aqueles que geralmente cobram barato geralmente não são confiáveis e fazem parte da grande equipe que originou a frase que o barato sai caro depois. Então a primeira coisa que e te pergunto é: você quer um trabalho barato ou quer um trabalho de qualidade profissional?

Se você está buscando um trabalho profissional, que não te dará dores de cabeça, e que tenha um ótimo pós-venda e entrega de serviço, você está no post certo. Aqui, eu irei te ajudar a encontrar um bom profissional, seguindo os pontos que vou lhe mostrar logo a seguir.

Leia mais »