“Fim” que não é fim: aquele livro que deveria ter terminado lá, mas que você sente que não terminou

Posts

Escrever Demoníaco foi realmente demoníaco para mim. Tanto por ser a primeira coisa que escrevi “sério” e “para valer”, quanto por ser o primeiro livro que finalizei. E também, de quebra, foi o primeiro livro que, além de eu finalizar, eu pensei: ok, ele vai acabar assim mesmo. Não vai ter continuação. Vou deixar o final aberto.

Só que teve continuação. Por mais que não estivesse nos planos, parece que a história não foi contada inteiramente, e logo depois que coloquei o “fim”, já comecei a digitar “parte 2” e escrevendo o que hoje é o segundo volume (ainda não publicado, inclusive). Sem falar que temos um terceiro a caminho também (acho que consegui me lembrar da ideia do terceiro que anotei na nota fiscal e perdi; mas veremos como isso vai ser).

A mesma história se repetiu com Hunter Cross, outro livro meu, que também ainda não foi publicado, mas foi finalizado em 2014. Após eu finalizá-lo, dias depois tive uma ideia para uma história paralela. Não uma continuação direta da história, mas no mesmo universo e com a perspectiva de outra personagem que não fazia parte do grupo principal do primeiro livro. Haveria um breve comentário sobre estes mesmos personagens  no segundo livro (como estão, o que aconteceu com eles, etc), e teria a participação frequente de um deles na narrativa, mas não seria com a mesma protagonista.

E isso está se repetindo com Amargo, um livro que achei que seria singular também, mas que está me pedindo uma continuação da história. Uma continuação direta, com a mesma protagonista, após todos os acontecimentos e buscando, me implorando, uma finalização de tudo. Um desfecho digno, porque aquele final aberto o deixou enlouquecido e ele quer mais. Mais do que posso dar, inclusive, apesar de algumas ideias estarem gritando na minha cabeça.

Eu pareço ter uma sina enorme com livros que parecem nunca terminar de contar suas histórias, apesar de eu terminá-los de um jeito que me agrada, pois sou dessas que adora um final aberto, para ser sincera; acho que nunca devemos fechar completamente uma porta quando fazemos algo que gostamos. Um dia podemos precisar voltar para aquela porta e terminar de verdade o que começamos — ou simplesmente fingir que nada aconteceu e continuarmos trabalhando naquela porta.

Mas a questão disso tudo é: como saber que você contou tudo o que precisava contar? Como saber que a sua história terminou de verdade? Como ter a certeza de que amanhã você não vai acordar com outra ideia brilhante para uma continuação daquele livro que você terminou há anos, e que jurou não escrever nada sobre?

Eis a resposta: não tem como saber. Não tem como ter certeza. Dez anos depois de publicar o seu livro, você pode acordar com uma ideia genial e resolver escrever uma possível sequência dele. Direta ou paralela, ela vai existir de alguma forma. As vozes na sua cabeça dos seus personagens podem se calar quando você escreve o “fim”, assim como elas também podem te perturbar até seu último minuto de vida caso você se recuse a escrever mais sobre eles. Alguns personagens sabem como exigir algo da gente. Esses merdas têm vida própria.

Em um post da BookBaby, que fala muito bem sobre isso, eu achei um trecho bem interessante, assim como um questionário que ajuda a analisar a história como um todo e a chegar até a resposta de que você precisa: se você realmente terminou de escrever o seu livro, ou ainda não. Mas, perceba, que não estou falando apenas do livro: estou falando de possíveis sequências que podem surgir, mesmo que você não as tenha planejado. Este trecho e o questionário são focados no livro finalizado antes de ser publicado, mas acho que dá para adaptar a esta realidade que estou tentando contar para você, não dá? Olha só:

Está terminado? Todo autor precisa responder essa pergunta para si mesmo. Enquanto você amadurece como artista e tem uma infinidade de novas experiências, seus gostos irão mudar também, o que também significa que sua opinião sobre seu próprio trabalho também irá mudar. É bastante comum se envergonhar por um livro que você escreveu mesmo que poucos anos antes. Mas um livro, somado ao seu conteúdo, é um registro de onde você esteve em seu desenvolvimento como um autor. Para saber quão longe você viajou, você tem que fazer alguns registros (em forma de trabalhos publicados).

Então, uma boa forma de saber se você terminou de escrever o seu livro é perguntar a você mesmo: isso é algo que eu estaria orgulhoso de mostrar ao mundo AGORA? (…) Com isso em mente, aqui estão alguns critérios que você deve considerar antes de “abandonar” seu livro para o mundo de leitores:

  1. Você completou todos os pontos necessários da história que inclui em seu planejado? Se não, por quê?
  2. Você tirou alguma parte do livro, algum diálogo ou alguma descrição que te deixa envergonhado? Nem todos os momentos em seu livro precisam ser espetaculares, mas você deve tirar coisas embaraçosas (especialmente clichês).
  3. Você conferiu se não há problemas de continuidade ou lógica?
  4. Seus personagens têm motivações críveis?
  5. Você buscou leitores beta, grupos de escrita, workshops ou um editor de desenvolvimento para te ajudar a se livrar dos excessos desnecessários e ressaltar os pontos fortes de seu livro?
  6. O começo do seu livro parece com algo que vai convidar e instigar as pessoas a continuarem lendo?

Se você respondeu sim para todas essas questões, então você pode estar pronto para publicar o seu livro.

O que acharam do questionário? Eu achei ótimo, e vou tentar ao máximo aplicar nos meus futuros livros (para evitar que eu crie saga atrás de saga, porque não está fácil terminar um livro hoje, no qual amanhã vai me pentelhar para ouvir que ele não é um filho único, o único daquela linhagem).

Boa escrita para vocês!

Bio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s