Saiba como não perder os seus arquivos de vez

PSD posts dicas

Você é escritor. Você tem um caderno no qual faz suas anotações ao decorrer do dia e passa tudo para o computador, ou escreve tudo diretamente no computador. Tem uma pasta separada para todas as suas histórias já escritas, com todas as informações delas, desde o planejamento até o livro completo, todas com uma média de duzentas páginas. Agora, você está escrevendo uma nova história. Está na metade, atingindo a meta de pouco mais de cem páginas e…

Já era. Seu computador desliga de repente.

Você pensa: droga! Perdi tudo o que escrevi, porque não salvei antes. Aí você se lembra que o Word salva parte do progresso mesmo quando o computador desliga e fica mais tranquilo. Então, você tenta ligar o computador. Ele não dá sinal de vida. Você desliga. Liga de novo. Ele não acende. Você começa a suar frio. Por mais de meia hora, você tenta ligar o seu computador, e ele não te responde. No dia seguinte, ou horas depois, você o leva para o técnico com a maior cara de enterro, como se tivesse acabado de perder alguém muito importante.

O técnico analisa o seu computador e vê que, na verdade, você perdeu, sim. O disco rígido já era. Ele queimou, deu pau, bateu as botas e vai precisar de um novo. “Dá para restaurar o que tinha nele?”, você pergunta, desesperado. O técnico balança a cabeça negativamente, imitando a sua cara de enterro. “Não dá, não. Perdeu tudo”. E lá se foram anos e anos de trabalho.

Esta história é familiar para você? Não? Ótimo! Porque para mim, é. Assim como para muitos autores que não salvavam suas histórias em outras plataformas que não fossem apenas das pastas do computador. Eu precisei perder alguns anos de histórias, por mais bobinhas que fossem, para aprender que elas não devem estar salvas apenas no meu computador e, sim, em outros lugares como uma medida de segurança.

Conheça algumas formas de se prevenir de perder seus arquivos literários:

Pendrive

Pendrives podem ser seus melhores amigos, apesar de depois de algum tempo de uso ou de ser de origem duvidosa, eles serem instáveis como computadores em questão de funcionamento ou armazenamento de dados. A sugestão é trocar de pendrive a cada dois anos, porque muito possivelmente ele pode começar a travar ou, simplesmente, não funcionar mais ou não ser mais reconhecido no computador. Eu uso o pendrive constantemente, salvando histórias já terminadas e aquelas nas quais estou trabalhando atualmente, assim, poderei mexer nelas sempre que estiver inspirada e com um computador por perto.

E-mail

Uma maneira que aprendi com meu pai foi de enviar minhas histórias para o meu e-mail, atualizando o arquivo sempre que necessário. Sendo um método mais seguro, seu e-mail dificilmente vai dar pau e fazer com que você perca tudo. A sugestão é salvar seu livro, arquivo, pastas ou afins da sua história em um arquivo WinRAR ou Zip e enviar para o seu e-mail. Antes, confira sempre se o arquivo não foi corrompido quando o compilou para estes formatos. E então, dessa forma, você sempre terá o arquivo disponível no seu e-mail para baixar em qualquer lugar e salvá-lo em toda plataforma disponível. Caso faça alguma alteração, reenvie o arquivo para o seu e-mail novamente.

Armazenamento em nuvem

As plataformas de armazenamento em nuvem são úteis e de fácil acesso, e o risco de perder seus arquivos é quase nulo. O acesso é rápido e simples, bastando entrar no site da plataforma, colocar seu login e armazenar seus arquivos. Alguns exemplos são o Dropbox, OneDrive e Google Drive. O Dropbox, além de você poder ter acesso diretamente no site, ele também permite que você tenha uma pasta na sua área de trabalho onde você poderá transferir os arquivos diretamente para lá, sem precisar entrar no site. O OneDrive é a plataforma do Hotmail, também bem usada para os usuários do site. O Google Drive é a plataforma do Google/Gmail e traz uma boa margem de espaço. Inclusive, o Google Drive, além de permitir que você salve seus arquivos, ele também permite que você crie seus arquivos diretamente lá, salvando a todo instante. Ou seja: você pode começar a escrever seu livro em um documento criado diretamente no Google Drive e, assim, nunca correrá o risco de perdê-lo. A desvantagem é a necessidade da internet para conseguir transferir os seus arquivos para estas plataformas. Você pode conhecer outras plataformas de armazenamento em nuvem clicando aqui.

HD Externo

O HD Externo praticamente funciona como um pendrive maior, com mais capacidade e bem mais caro, mas não menos útil. A vantagem dele também é que ele também pode armazenar seus arquivos e, se o computador der pau, ele não sofrerá danos. A desvantagem é que ele também precisa ser substituído a cada dois anos, e que é tão instável quanto pendrive ou computadores. Particularmente, não confio muito em HD Externos, mas tenho amigos que não abrem mão deles.

Outros computadores

Mesmo que todos os computadores estão sujeitos a não funcionarem mais de uma hora para a outra, é sempre bom você poder salvar suas histórias em outros computadores pessoais, caso tenha mais de um (por exemplo, um notebook e um desktop). Assim, se um computador falhar e você não utilizar nenhum dos meios de segurança apresentados anteriormente, você ainda terá suas histórias salvas em outro computador, sem problemas.

Celulares e tablets

Celulares (ou smartphones) e tablets também se tornaram uma válida medida de segurança para suas histórias. Além disso, tendo o aplicativo certo, você também pode abrir os arquivos e editá-los no seu celular ou tablet livremente, sem o uso de computadores. Porém, trate essa medida de segurança como temporária. Os cartões de memórias de ambos os dispositivos são propensos a falharem de uma hora para outra, assim como ambos os dispositivos são propensos a caírem no chão e resolverem não funcionar mais depois de uma queda. Use essa medida quando não tiver mais para onde correr, ou não estiver com a internet disponível para que possa usar outras medidas, seja de nuvem ou e-mail.

Uma última dica: usando uma plataforma ou todas, salve suas histórias com regularidade. A cada dois dias, ou um dia fixo por semana, para que tenha sempre a versão atualizada disponível caso alguma coisa aconteça ao seu computador e você perca tudo.

E aí, gostou das dicas? Sabe de mais alguma forma de salvar suas histórias do mal e velho “seu HD queimou e não tem como recuperar”? Compartilha aí!

Boa escrita para você!

Bio Gabs

Anúncios

5 comentários sobre “Saiba como não perder os seus arquivos de vez

  1. Certa vez tinha dado meu livro pra um amigo ler e aconteceu de eu perder o PC. Meu amigo acabou sendo meu backup acidental e peguei dele o arquivo. Tá, com uma defasagem de três capítulos perdidos, mas ainda assim foi muito satisfatório. Agora ando sempre com um pendrive pendurado no chaveiro; só não posso perder as chaves. rs

    Curtir

  2. Com exceção do HD externo, uso todas essas ferramentas para salvar meus livros; todo dia mando uma cópia de todos os arquivos que editei para o e-mail, as nuvens e os pen drives atualizo com menos frequência. Já tive problemas com computadores que me fizeram perder arquivos. Felizmente, tinha a versão em papel do livro, a que perdi era o que estava digitando. De qualquer forma, tinha 13 anos na época, então se tivesse perdido algo em definitivo não seria nada publicável (mas claro que na época achava minhas histórias ótimas, então ter a versão em papel foi um alívio).

    Curtir

  3. Sério, o início deste post parecia uma história de terror. Aprendi a salvar arquivos profissionais nessas plataformas quando a fotografia passou a ser meu hobbie. Atualmente meu maior medo é perder meu pen drive num apocalipse zumbie e daí sim não poder continuar as minhas histórias… Melhor prevenir do que remediar.

    Curtir

  4. kkkkkk, contou minha história, recentemente meu note deu pau e não sei se perdi os arquivos que tem nele, mas graças a Deus tenho todos salvos no meu celular e no Google Drive.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s